Loading ...

Exames / Especialidades

Nossa equipe é formada por profissionais aptos a realização dos exames citados abaixo. Possuímos aparelhagem de alta tecnologia para realizar Exames de qualidade de buscando sempre o diagnóstico mais preciso. Confira nossa listagem de exames:

Exames Disponíveis

O Laboratório de Análises Clínicas da INVITRO-VET auxiliam os médicos veterinários , clínicos gerais e de diversas especialidades no diagnóstico e acompanhamento clínico da saúde e de doenças, através da análise de sangue, urina, fezes e outros fluidos orgânicos.
As instalações do laboratório contam com modernos equipamentos e uma equipe de profissionais capacitados,  que estão em constante aperfeiçoamento, para entregar resultados seguros e confiáveis, além de estarem dispostos a auxiliarem os colegas clínicos veterinários no diagnóstico dos exames, nas prevenções das enfermidades e seu monitoramento.

RESULTADOS: 

Os exames de rotina são realizados e entregues no mesmo dia e os resultados são disponibilizados via home page e por E-mail.
Exames de imagem são realizados e entregues ao proprietário, no qual sairá da INVITROVET já com o laudo e as imagens em mãos, porém o INVITRO-VET também disponibiliza os laudos aos clínicos veterinários pelo e-mail e pela home page.

Ultrassonografia é de fundamental importância na clínica de pequenos animais, auxiliando o clínico na determinação de diversas doenças, tratamentos e prognósticos.
Existem muitos benefícios do ultrassom como meio de diagnóstico por imagem na medicina veterinária, como o fato de ser seguro para o paciente e para o operador, ser uma técnica não invasiva que possibilita aquisição de imagens praticamente em tempo real, permite avaliar a arquitetura interna dos órgãos.

Principais indicações:

. Presença de massa abdominal palpável;
. Aumento de volume abdominal;
. Emagrecimento progressivo;
. Suspeita de aumento uterino;
. Hematúria, disúria, anúria;
. Pesquisa de metástase;
. Suspeita de processo obstrutivo gastrintestinal e/ou corpo estranho;
. Êmese, anorexia;
. Diagnóstico precoce de gestação (cerca de 25 dias) e avaliação fetal;
. Cios irregulares, secreção vaginal;
. Avaliação prostática e testicular;
. Febre de origem desconhecida;
. Detectar cálculos radioluscentes como urólitos de urato e cistina;
. Avaliar a presença de líquido livre na cavidade abdominal e torácica;
. Pesquisa de linfadenomegalias;
. Dor abdominal.
. Preparo do paciente:
. Ideal Jejum alimentar de 6 horas;

A Radiologia Veterinária (Raio X) é um método não invasivo e seguro o qual proporciona extenso suporte técnico e auxílio aos médicos veterinários. É um exame rápido e de baixo custo. A grande qualidade do método radiográfico é sua visão ampla e ao mesmo tempo detalhada de uma determinada região. A interpretação de uma radiografia baseia-se na avaliação de diferentes espessuras e densidades de um determinado tecido ou de uma região, através de diferentes tons de cinza.
Permite avaliação das regiões a seguir com suas respectivas indicações.

Principais indicações:

Crânio:

– Fraturas mandibulares e maxilares;
– Fraturas em calota craniana;
– Afecções do trato respiratório (Seios nasal e frontal);
– Afecções em bulhas timpânicas;
– Pesquisa de formações neoplásicas ou corpos estranhos;
– Luxações articulares (Articulação têmporo-mandibular);
– Afecções congênitas, como a Hidrocefalia;

Coluna vertebral:

– Doenças do disco intervertebral (Extrusão, protrusão , calcificação de disco intervertebral e redução de espaço intervertebral );
– Alterações congênitas;
– Luxações;
– Alterações em canal medular;
– Espondiloses e disco-espondilites;
– Fraturas;

*Lembrando que o estudo radiográfico correto da coluna vertebral deve ser realizado por segmentos : cervical, cérvico-torácico, torácico, tóraco-lombar, lombar e lombo-sacro.

O ecodopplercardiograma é o exame mais completo da cardiologia, ele determina o grau de função miocárdica e valvular. Portanto é um exame fundamental na avaliação de risco cardíaco para anestesia. É indicado para todos os casos de sopro, intolerância a exercícios, tosse e em todas as raças pré dispostas e animais com mais de 6 anos. Raças pré dispostas: Boxer, Daschund, Poodle, Doberman, Pinscher, Persa e Siamês. A clinica é soberana, mas o ecocardiograma é a ferramenta mais útil na avaliação cardiológica dos felinos.

As duas principais indicações do eletrocardiograma são a avaliação do ritmo cardíaco (local de formação, freqüência de formação e condução do estimulo elétrico), e a avaliação pré-anestésica. Outras indicações são o acompanhamento da terapia antiarrítmica, investigações complementares de cardiopatias e de algumas alterações sistêmicas em cães e gatos.

A incidência de problemas cardíacos em animais tem crescido nos últimos anos. Isso ocorre devido ao aumento da expectativa de vida, ao maior conhecimento e acesso da população às principais doenças, e à maior diversidade e acuidade dos equipamentos disponíveis para diagnósticos. Assim, a exemplo do que acontece na medicina, é frequente o encaminhamento de animais para a avaliação eletrocardiográfica, especialmente daqueles acima de 5 anos de idade. A partir de então os acompanhamentos de rotina poderão ser feitos para que, na evidência de alguma alteração em relação ao exame basal, o clínico possa intervir precocemente.

Os principais sinais indicativos de arritmia são:
• Cansaço fácil;
• Dispnéia;
• Cianose de mucosa oral/ocular/gênito-urinária;
• Pulso irregular;
• Desmaios;
• Síncopes.

Procedimento:

O eletrocardiograma é um exame de fácil obtenção, rápido e indolor. Consiste na colocação de eletrodos do tipo “jacarés” nos membros e região torácica dos animais. Os eletrodos são umedecidos com álcool para que ocorra a condução elétrica existente naturalmente na superfície corpórea. O paciente permanece deitado em decúbito lateral direito e é monitorado por cerca de 3 minutos, o que possibilita vários registros das 10 derivações de forma simultânea.

A aferição da pressão arterial em medicina veterinária é de suma importância em algumas doenças como insuficiência renal crônica e numa variedade de doenças metabólicas e endocrinológicas (a exemplo do hiperadrenocorticismo, diabetes mellitus, hipotireoidismo, doenças hepáticas) e também em animais cardiopatas, obesos e com alterações oftalmológicas.

A hipertensão arterial é uma doença silenciosa e por isso a prevenção é a melhor opção. Este exame é indolor e realizado com o animal em decúbito lateral ou no colo do proprietário, ou seja, da maneira que o animal se estressar menos. Não é necessário qualquer tipo de preparo prévio, mas às vezes é necessário tricotomizar (tosar) o local.

A monitoração ambulatorial em 24 horas (“Holter”) nada mais é do que um eletrocardiograma realizado num período de 24 horas com o auxílio de um aparelho especial. Tem indicação para o diagnóstico de algumas doenças cardíacas que causam arritmias e que podem levar o animal a desmaiar ou a convulsionar. Este exame é indolor , realizado com o animal em estação e não exige preparo prévio.

É necessária a tricotomia (tosa) da região do tórax onde serão colocados os eletrodos. Após a colocação dos mesmos, o tórax é enfaixado para a proteção dos eletrodos e do aparelho. O animal não pode se molhar durante as 24 horas de permanência com o aparelho e deve ficar sob a supervisão do tutor. O tutor deve elaborar um diário de atividades do seu animal durante as 24 horas.

Nossas Especialidades

A Invitrovet é um laboratório completo, que conta com infraestrutura e equipamentos únicos no Brasil. Com o que há de mais moderno na área, nossas instalações atendem a diversas especialidades, trazendo os mais avançados recursos de saúde para a Medicina Veterinária.​​​​​​​

Para atender ao seu animal contamos com uma equipe capacitada e especializada nas mais variadas disciplinas. Tudo para proporcionar os melhores tratamentos com seriedade e total comprometimento.

CARDIOLOGIA

Todos os médicos veterinários sabem que os animais de companhia têm vivido mais, mas será que todos estão preparados para as doenças que acompanham esse envelhecimento? As doenças cardíacas são doenças subclinicas por muito tempo, bem como a hipertensão. Ninguém quer que seus pacientes morram, mais se todos os esforços forem feitos e tudo isso não for possível para salvar ou melhorar a vida do animal, o papel do médico veterinário terá sido bem feito. O cardiologista possui o conhecimento das cardiopatias e treinamento para que seu tratamento não afete outros órgãos com a terapia, como por exemplo, o sistema renal. A cardiologia veterinária no Brasil esta cada vez mais presente no meio clinico e pode ser ferramenta útil na vida do clinico generalista que não precisa ser responsável sozinho por todos os casos e problemas que atende. O cliente esta cada vez mais exigente e quando um serviço especializado anda junto com o clinico, todos ganham.

ACUPUNTURA

O objetivo da acupuntura é restabelecer a saúde do seu animal através de um equilíbrio sistêmico. Sempre combinando o melhor da medicina veterinária tradicional chinesa e a medicina veterinária tradicional. Acupuntura: Consiste na aplicação de agulhas, em pontos definidos do corpo, chamados “pontos de acupuntura” ou “acupontos”, para obter efeito terapêutico em diversas condições. Implante de ouro: Forma definitiva de acupuntura, onde pequenos fragmentos de ouro são implantados nos pontos a serem estimulados.
Moxabustão:
Uma espécie de acupuntura térmica, feita pela combustão da erva Atermisia sinensis e Artemisia vulgaris. Trata e previne doenças através da aplicação de calor em pontos e/ou certas regiões do animal.
Eletroacupuntura:
Consiste na utilização de aparelhos elétricos que, conectados às agulhas, transmitem estímulos aos pontos de acupuntura.
Cromopuntura:
É uma fusão entre acupuntura e a cromoterapia. É um modelo terapêutico energético que inclui aplicação de feixes luminosos e coloridos nos pontos do meridiano. (como na acupuntura).
Fitoterapia: Modalidades de tratamento adotadas pela medicina tradicional chinesa. Termo chinês traduzido em geral como fitoterapia ou medicina herbal, esse tratamento se utiliza de ingredientes de origem animal ou mineral na elaboração de suas fórmulas.

gjytfjtf-03

DERMATOLOGIA

Os problemas de pele e pelagem nos animais são muito frequentes, sendo que os sintomas dermatológicos são parecidos em várias doenças de pele, dificultando o diagnóstico preciso e prolongando o tratamento, o sofrimento do animal e os gastos com medicamentos. Por isso, um veterinário especializado em dermatologia é o mais indicado para atender esses casos. Animais que apresentam coceira, falhas na pelagem, queda excessiva de pelos, feridas, vermelhidão na pele, secreção purulenta na pele ou orelhas, perda da cor (aparecimento de manchas brancas) da pele ou do pelo, escurecimento da pele, pele grossa (aumento da espessura da pele), presença de ectoparasitas (pulgas, carrapatos, piolhos, sarnas, larvas de mosca), odor ruim na pele ou orelhas, problemas nas unhas ou ressecamento dos pelos podem ser encaminhados ao veterinário especializado em dermatologia para melhor avaliação e tratamento. As doenças de pele de origem bacteriana, fúngica, parasitária, alérgica, autoimune, endócrinas ou psicogênicas podem ter sintomas parecidos, sendo que o veterinário especializado em dermatologia é o mais capacitado para diferenciá-las.

OFTALMOLOGIA

A consulta poderá ser agendada diretamente com o especialista, como quando o pet apresenta um ou mais dos seguintes sintomas:
Secreção ocular;
Olhos vermelhos;
Olho fechado;
Lacrimejamento intenso;
Manchas ou alteração na coloração dos olhos;
Dificuldade de desviar de objetos,
Identificada a doença, o acompanhamento também deverá ser feito com o especialista até o fim do tratamento. Ou, no caso de problemas crônicos, o pet deverá ir visitar O especialista de forma regular, seguindo as orientações de intervalo recomendadas por ele.

ENDOCRINOLOGIA

A endocrinologia trata-se de uma especialidade veterinária que estuda as doenças hormonais em cães e gatos que podem ser relacionadas à tireoide como o hipotireoidismo mais comum nos cães adultos e idosos e o hipertireoidismo mais comum em gatos idosos. Algumas doenças também podem estar relacionadas ao pâncreas como a falta de produção de insulina ocasionando à diabetes (excesso de açúcar no sangue) causando uma série de problemas como: * Excesso de ingestão de água; * Perda de peso; * Cetoacidose; * Catarata; * Cistite, entre outras complicações, podendo causar a morte do animal. Existem também os problemas causados pelas glândulas supra-renais como o hipoadrenocorticismo (falta de cortisol- Doença de Addison) e hiperadrenocorticismo (excesso de cortisol- Doença de Cushing) todas elas graves que precisam de um especialista para chegar ao diagnostico e tratamento muitas vezes bem complicados.
Acima citamos os problemas mais comuns, mas temos diversos outros relacionados com hormônios da hipófise, hormônios sexuais, etc. Não podemos esquecer os casos de obesidade muitas vezes secundários a distúrbios hormonais, mas na realidade é um distúrbio nutricional que acarreta aos seus portadores disfunções na fisiologia de diferentes sistemas orgânicos (cardiovascular, osteoarticular, imunológico, digestório e também endócrino) além de um prejuízo óbvio à qualidade de vida e consequente redução na expectativa de vida. Para se chegar a um bom diagnóstico precisamos do auxilio de exames laboratoriais muitas vezes específicos, exames auxiliares de ultra-sonografia. Os sintomas de doença hormonal podem ser:
Aumento da ingestão de água; Apetite depravado; Emagrecimento rápido;* Falhas de pelo e infecções na pele e ouvidos; Inapetência; Diarreia; Vômito;
Dor muscular; Convulsões e desmaios; Aumento de volume abdominal; Aparecimento repentino de cataratas; Obesidade e tantos outros.

Finalizando, podemos afirmar que as endocrinopatias representam uma importante
parcela de todas as patologias clínicas que acometem cães e gatos,
notadamente os mais idosos, devendo os proprietários ficarem atentos para ela.